Vamos começar falando da do livro Confissões de , mal-amada e (um pouco) dramática: Tetê, é uma adolescente divertida que ama cozinhar, e que está entre os adolescentes que precisam enfrentar o temido primeiro dia de aula em uma escola diferente. E todo adolescente que já passou por isso sabe que pode ser muito assustador, ainda mais para uma adolescente tímida. E isso acontece porque seu pai acaba perdendo o emprego por conta da crise econômica, e por isso sua família acaba tendo que se mudar da Barra da Tijuca para casa dos avós em Copacabana. Então assim Tetê é obrigada a ir para uma escola nova e começar do zero. Bom, então é assim que começa a “nova vida” de Tetê.          

 

“NUMA BELA MANHÃ de sol, acordei maluca. Abilolada. Louca. Doida varrida. Destrambelhada. Não que eu ache. Não que eu mesma pense isso.”

                                                                                               
O próprio título do livro já diz tudo. Confissões de uma garota excluída, é um livro que aborda assuntos como bullying, autoaceitação, adolescência, amizade e homossexualidade. Logo no começo da história você já pensa que é um livro previsível e cheio de clichês, e realmente ele é um pouco de cada, mas você se surpreende com cada detalhe do livro e acaba por perceber que ele afinal não é tão previsível assim. Além do título curioso e divertido que me chamou muita atenção, e foi um dos principais motivos que me fez querer ler o livro, os clichês também me chamaram muita a atenção e foi algo pelo que me apaixonei.

 

Com uma linguagem simples e jovial, a narrativa em primeira pessoa do livro é leve, cativante, e principalmente, muito divertida  com todas as confiss~es de Tetê! Um dos pontos positivos do livro com certeza é a maneira divertida da escrita da autora do livro, que faz você ler rapidamente, de uma maneira gostosa e sem perceber ler o livro todo num piscar de olhos.
Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática tem um bom número de personagens, mas todos com bastante personalidade e papel na história, e com certeza esse é um ponto positivo, porque na maioria dos livros que se tem muitos personagens acaba que vários só atrapalham e confundem a história.
Eu me apaixonei pela Tetê desde o início. Ela é inteligente, uma cozinheira maravilhosa e uma menina muito gentil. Apesar das dificuldades bullying, a garota sempre tenta ver tudo com bom humor. Dos personagens secundários, eu amei o Davi, o Zeca e a família meio maluca da Tetê, mesmo eles tratando a Tefé um pouco mal às vezes, e com certeza me apaixonei pelo avô da Tetê!

 

“Bom podemos começar com meu nome…Acho que parte da minha tristeza vem dele.”

A diagramação com certeza é um dos pontos mais fortes do livro! A capa é linda, muito fofa e caprichada, ela combina com o ar divertido e jovem da história, o desenho tem um traço bem meigo e o azul clarinho com o rosa combinaram muito! A garota da capa apesar de não ter nada de parecido com a Tetê, com certeza super combinou com a capa. As páginas amareladas ajudam a deixar a leitura mais rápida e confortável. E tem vários detalhes nas aberturas de capítulo e conversas no WhatsApp na história, e claro as ilustrações, isso é bem atrativo, principalmente para quem está iniciando no mundo da leitura.

 

“A verdade é que nunca entendi por que eu era excluída no antigo colégio. As pessoas simplesmente não gostavam de mim ou apenas fingiam que eu era invisível.”

Outro ponto alto do livro foram as receitas colocadas em meio à história cheia de confissões divertidas de Tetê. Como já dito anteriormente, Tetê adora cozinhar e, sempre que cita alguma comida, nos ensina a fazer. As receitas são super fáceis e gostosíssimas! 

No geral a obra Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática é jovem, divertida e mostra que ninguém é perfeito e que existe lugar, amigos e amor para todos, e que não é tão difícil achar seu lugar. Apesar que tenho que confessar que me incomodou um pouco a protagonista ter sido incentivada a mudar seu exterior para “se encaixar melhor”.

Claro que mostra que essa mudança fez a auto estima dela melhorar muito, mas acho que essa parte podia ter sido melhor.

Indico principalmente para todos os fãs de romances jovens, fofos e, de personagens doidinhas e mega divertidas; E para os momentos em que você só quer uma leitura confortável e leve. E claro que para os dias de ressaca literária!

Comentem o que acharam da resenha de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática. Já leram? O que acharam? E compartilhem nas redes sociais, até a próxima!

Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática - Thalita Rebouças O Gabriel Lucas - #OGL Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática
Thalita Rebouças
Literatura Juvenil
Editora Arqueiro
16/05/2016
Ebook
272

Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no , para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.