Brincadeiras tem limites, e ultrapassá-los pode gerar consequências  que você nem imagina!

Quem já sofreu sabe o quanto é doloroso ser julgado pela sociedade, seja porque você não segue os “padrões” impostos, seja porque você tem uma cultura diferente das que estão presente em seu cotidiano. Ninguém tem o direito de te impedir de ser quem você é, a não ser que você seja uma pessoa que faça maldades. As pessoas devem exercer o seu livre arbítrio mas, sem esquecer que ações trazem consequências, tanto boas quanto ruins.

Muitas vezes, as vítimas do bullying sofrem caladas por terem medo ou vergonha de denunciar o agressor. Se calar diante dessa situação pode ser ainda pior pois, as ofensas tendem a se tornar cada vez mais fortes desencadeando uma série de outros fatores. Se você que está lendo isso já sofreu bullying, não deixe que pessoas que te magoaram no passado interfiram em sua vida no presente ou futuramente. Agora se você está passando por essa situação, converse com alguém de sua confiança e denuncie a pessoa que está te causando constrangimento e te colocando pra baixo.

Minha “experiência” com o bullying começou na minha infância

Quando eu tinha por volta dos meus sete, oito anos de idade eu ia muito de roupa rosa pra escola e apesar de sermos crianças as pessoas me chamavam de “bebê” por causa da cor da minha roupa!!! Enfim eu passei a infância sendo julgada mas isso não foi algo que me afetou. Mais tarde, no último ano do ensino fundamental eu era julgada pelos meus próprios “amigos” até que não aguentei fazer papel de trouxa (haha quem nunca não é mesmo?) e resolvi me afastar. O primeiro ano do foi um ano em que eu sofri bastante mas, ter novos amigos que entendiam o que eu estava passando me ajudou a superar.

Consequências que o bullying pode trazer:

  • Depressão 

   Ser constantemente julgado e ter de lidar com as pessoas te olhando torto, pode fazer com que você se isole da sociedade e sinta-se constantemente sozinho. Isso muitas vezes pode gerar quadros graves de depressão em que a pessoa não sinta mais vontade de viver levando ao suicídio. É muito triste saber que o ser humano é capaz de deixar que o outro se sinta tão inferior a ponto de não acreditar nem em si mesmo e tirar sua própria vida.

  • Transtorno de personalidade

Os casos de pessoas que sofrem de algum transtorno, por conta de terem sofrido bullying na adolescência ou na infância são bem conhecidos. Infelizmente as consequências sempre são as piores possíveis e em sua maioria acabam em mortes. As vítimas desse transtorno, age de tal forma porque busca por uma vingança ou por ter alimentado um ódio crescente pela pessoa que a fez sofrer.

Que fique claro que bullying é coisa séria, devemos amar as pessoas do jeito que elas são. Não importa seu peso, altura, cor dos olhos, do cabelo, sua etnia, sua crença ou sua orientação sexual, você não será melhor ou pior que nem por ser diferente ou não seguir os padrões da sociedade.

Viva sua vida e se ame do jeito que você é, o importante é ser feliz e fazer o bem.