Recebi esse livro através da assessoria de imprensa da Editora Belas Letras (Lilian Comunica), e a leitura foi bem rápida e descontraída.

De um jeito diferente e menos monótomo/automático, este livro não se trata de uma biografia, mas sim de crônicas divertidas que remetem o dia-dia de todas as mães. A autora (Ana Cardoso) fez com que a leitura do livro fosse muito mais prazerosa, rápida e divertida.

Ao decorrer do tempo em que lia as crônicas ali presentes, eu me identificava com várias partes dali e me recordava um pouco da minha infância, pois, sim! Minha mãe já havia passado por algumas coisas ali e eu acabava dando umas risadas ao recordar destes fatos.

O livro tem uma diagramação simplesmente perfeita, sério! A diagramação desse livro é linda, cheia de ilustrações M-A-S-S-A-S! E também já começa a sendo interativo.

A Mamãe é Rock” é a versão feminina dos Livros “O Papai é POP” e “O Papai é POP 2” escritos respectivamente por seu marido.

A Mamãe é Rock Book Cover A Mamãe é Rock
Ana Cardoso
Crônicas
Belas Letras
2016
112

Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. A mamãe é rock é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas.