Duda não se permite amar ninguém devido a doloroso acontecimentos de seu passado, sua irmã já tentou diversas vezes fazê-la se entregar a alguém e se permitir amar mas não obteve sucesso algum. Duda sempre se fechou para por ter medo de se ferir, ela já havia perdido as pessoas que mais amava e não queria passar novamente por esse sofrimento.

Apesar de sua irmã sempre querer que ela arrumasse um namorado, quando seu Igor falava que seu André era o rapaz ideal para Duda, Mariana sempre discordava e dizia que de forma alguma eles dariam certo. Duda não conhecia André pessoalmente mas todos falavam muito bem dele, menos sua irmã é claro.

Ela não o conhecia, mas tudo pode mudar. Seu sobrinho pediu a ela de presente de aniversário um book dele jogando no torneio de Tênis, como uma tia coruja que ama muito o sobrinho e está morrendo de saudades ela aceitou sem demoras o pedido.

É nesse torneio que Duda conhecerá o tão famoso treinador André, mal imagina ela que o conhecerá antes do que o imagina e de uma maneira um tanto desagradável. Mesmo que Duda ame muito seu sobrinho ela tem certeza que nenhum cara vai conquistá-la porque ela não acredito no amor e muito menos no “homem ideal”.

Ao chegar na cidade, aproveitando o trânsito lento por causa do carnaval ela aproveita para descer do táxi antes de chegar ao hotel e fotografar as pessoas que ainda estavam por ali se divertindo. Mal ela desce do carro e já tem um encontro bem desagradável com um rapaz que a faz perder a paciência.

Que homem, um sarcástico, lindo, caloroso e ao mesmo tempo afetuoso com um olhar de mistério.

Não bastasse o encontro desconfortável com o cara desconhecido ela ainda tem de lidar com  a fúria da irmã quando chega no resort onde aconteceria o torneio. Duda nem imagina as surpresas e emoções que a esperam. O que seria um torneio de seu sobrinho pode gerar acontecimentos que vão mudar pra sempre sua vida.

-Ás vezes, o amanhã , é importante, temos que ter um caminho a seguir, mas também um lugar para permanecer, pois viver só, não é bom!

O “O Treinador do Meu Sobrinho” é aquele livro que começamos a ler e se torna impossível parar pois queremos saber o que acontecerá no final, é aquela em que torcemos para um final feliz .

Deixei de considerar essas coisas e permiti ao meu amor me levar, confio nele e sei que daqui para a frente, será tudo maravilhoso, pois aprendi que esse maravilhoso sentimento realmente existe.

Geralmente quando leio um livro sempre tem um lado positivo e negativo mas incrivelmente esse foi uma exceção pois, tentando analisar de várias formas os dois lados só consegui destacar as qualidades que a história apresenta em seu desenrolar.

Uma das coisas que me chamou a atenção foi a maneira como a autora trata o amor na história, Duda sempre foi uma garota que não queria acreditar que esse sentimento existia mas em apenas um dia ela acabou mudando seus conceitos sobre o que é o amor.

A trama é um romance que nos deixa fascinados(as) com os acontecimentos, apesar de quando eu estava lendo eu já imaginava o que aconteceria logo em seguida, sempre me surpreendia com os fatos que se sucediam.

E você, já conhece o livro “O Treinador do Meu Sobrinho” da autora Vanessa Gramkow? Se você é fanático(a) por romances não perca tempo e garanta já o seu. Fiquem atento que vai rolar um sorteio do livro aqui. Em breve daremos mais informações.

O Treinador do meu sobrinho, de Vanessa Gramkow O Gabriel Lucas - #OGL O Treinador do Meu Sobrinho
Vanessa Grankow
Romance
Ella
2017
146
O Treinador do meu sobrinho, de Vanessa Gramkow O Gabriel Lucas - #OGL

Duda aprendeu que a vida não era fácil, mas nunca se deixou abater pelos obstáculos. Conhecida por sua personalidade ousada, ela valorizava sua própria liberdade acima de quaisquer sentimentos. A vida estava sempre sob seu controle... até seu sobrinho, o jovem tenista Igor, garantir-lhe que André, seu treinador, seria o “homem ideal” para ela. Duda não acha que precisa de qualquer relacionamento sério, aliás, aprendeu que o amor não existe para todos, especialmente não para ela. Por isso, tudo soava muito divertido quando Duda soube que finalmente conheceria o “tão mencionado” André; o problema é que o tal “homem ideal” era um babaca que parecia muito disposto a irritá-la. Agora, Duda precisará lidar com as expectativas românticas de seu sobrinho, a monitoria estressante de sua irmã mais velha, o confronto com seu próprio passado doloroso e a verdade de que nunca é tarde para aprender a amar.