Pantera Negra – Crítica


Um dos filmes mais esperados da Marvel, o , chega ao cinema no próximo dia 15 fevereiro com uma grande importância, com um elenco principal 100% negro, sim, esse é um com super-heróis negros e mais ainda, mulheres, muitas mulheres, que são a força que defende o trono e o cérebro por trás da tecnologia do reino.

Tudo porque Pantera Negra não é apenas um super-herói, é muito além disso, ele é um rei.

Pantera Negra – Crítica O Gabriel Lucas - #OGL
Marvel Studios’ BLACK PANTHER..T’Challa/Black Panther (Chadwick Boseman)..Ph: Film Frame..©Marvel Studios 2018

Assim como o animal pantera negra que é feroz e predador, o Pantera Negra da Marvel chega para inovar e dar aquela sacudida no mundo dos super-heróis, e diga-se de passagem, que sacudida.

O Pantera Negra chega aos cinemas quebrando paradigmas, sabe porquê? Porque o grande vilão do filme é branco, isso mesmo, o que para os dias de hoje é muito relevante, mas torcemos para que daqui para a frente isso se torne cada vez mais comum.

A duas décadas atrás, já foi cogitado realizar o filme sobre o Pantera Negra, mas naquela época ainda não tinha tantos recursos tecnológicos para criar um universo como o que foi criado para esse filme, o que é de extrema importância se tratando de toda a do personagem.

O filme que chega como o embaixador da diversidade, mostra como seria um mundo onde homens e mulheres trabalhassem juntos, dando sempre o melhor de si, sem preconceitos ou desigualdade de gêneros.

Pantera Negra – Crítica O Gabriel Lucas - #OGL
Marvel Studios’ BLACK PANTHER..Ayo (Florence Kasumba)..Ph: Film Frame..©Marvel Studios 2018

O que também fica bem explícito no filme é a cultura africana, que é muito rica e extraordinária, deixando desta forma que conheçamos um pouco mais dela.

Tudo se passa na nação mais avançado do mundo, o país fictício Wakanda, que por isso é guardada por décadas, como um segredo e que agora corre um enorme risco de ser revelada.

Então, para evitar que esse segredo seja revelado e a nação Wakanda continue em segurança, entra em ação o Pantera Negra.

Outra curiosidade é que o ator Chadwick Boseman que interpreta o personagem Pantera Negra, criou um sotaque personalizado, o que não existe na versão original dos quadrinhos. Mas que deu um toque muito peculiar e que nos remete que o personagem não é um super-herói americano, ou de qualquer outro lugar, e sim africano.

Pantera Negra – Crítica O Gabriel Lucas - #OGL
Marvel Studios’ BLACK PANTHER..Black Panther/T’Challa (Chadwick Boseman)..Ph: Film Frame..©Marvel Studios 2018

O roteiro e a Direção estão de parabéns, pois conseguiu contar toda a história do Pantera Negra com grande riqueza de detalhes, não deixando furos com relação ao último filme em que Pantera Negra aparece, e mais ainda, também já faz a ligação com o próximo filme no qual terá a participação do personagem.

O figurino está impecável, com todas as referências africanas possíveis e imagináveis, o que notamos também em toda a do filme. Aliás aqui no blog tem um matéria super interessante sobre a trilha sonora do filme, Kendrick Lamar e Anthony Tiffith criam trilha sonora para o filme, é só clicar para conferir.

Pantera Negra – Crítica O Gabriel Lucas - #OGL
Marvel Studios’ BLACK PANTHER..Erik Killmonger (Michael B. Jordan)..Ph: Film Frame..©Marvel Studios 2018

A paleta de cores e linda e apesar de termos vários cenários diferentes, cidade, campo, floresta e Wakanda, a cidade tecnológica, tudo se conversa e a passagem de um cenário para o outro é sutil e mantém relação uma com a outra.

A Fotografia é linda, ótimos enquadramentos, com boa iluminação, os enquadramentos são perfeitos, sempre deixando em evidencia o que realmente é importante para telespectador.

Bom vamos falar um pouco do que realmente gostamos nos filmes de ação, que é justamente a ação.

Se tratando dos filmes da Marvel, Pantera Negra tem sim grandes cenas de ação com tudo que é necessário para o mesmo, intensas, com adrenalina, lutas bem elaboradas e efeitos especiais incríveis, mas tem um porém, elas são poucas, pois o filme se baseia muito em diálogos, que é necessário para contar a história do personagem principal.

Pantera Negra – Crítica O Gabriel Lucas - #OGL
Marvel Studios’ BLACK PANTHER..L to R: Director Ryan Coogler on set with Chadwick Boseman (Black Panther/T’Challa) ..Ph: Matt Kennedy..©Marvel Studios 2018

Aquele humor digamos negro, um pouco sarcástico usado na grande maioria dos filmes da Marvel, no Pantera Negra aprece somente como pano de fundo, quase que como pintadas para o tempero principal que é o drama vivido pelo personagem T’Challa e seu povo.

Porém é um filmão se contar todo o conjunto da obra.

Haaa, não se esqueçam de permanecer no cinema até depois dos créditos finais, tem cenas pós créditos.

Assista agora o trailer e bom filme para todos.

 

Até a próxima.

 

Pantera Negra – Crítica

LOGIN

Don't have an account?
Faça Parte

Nova Senha

Back to
LOGIN

Faça Parte

Back to
LOGIN