Vida, porque tão confusa e divertida? Podias ter me dado riquezas e cultura,
Ou quem sabes inteligência em fartura.
Mas porque me escolhestes para amar?
Anos se passam e entender o é como ver o mar.

Você sabe de onde vens, mas não sabe para onde vais
Mas sempre estará seguro se estiver perto do cais
Se esqueceu de um detalhe, que me criou aventureiro
Não tenho medo de viajar em um veleiro

Coragem tive em enfrentar o mar profundo
Motivo? Queria o meu lugar no mundo
Fui ao limite do meu corpo, me machuquei, e errei
O mar eu desbravei, explorei e como naveguei

No final da , a me surpreendeu
Riquezas, culturas e inteligência a ninguém deu
Conquistei cada uma delas, através do amor
Quem diria que eu encontraria tudo dentro do meu grande temor

De brinde ainda me deu a chance de recomeçar
Enfim, a inspiração voltou e eu aprendi a amar
Aquele ser iluminado coloriu tudo em minha volta
Mudou, bagunçou e misturou toda a minha rota

Mas você quer saber mesmo o que eu fiz?
Segurei em sua mão, sorri, e fui ser feliz
Na confusão da vida, eu descobri a diversão
Eu conheci o amor, e transbordei meu coração

Sou grato além de um status em rede social
Estou vivo, quero amar e ser fora do normal
Vou e aproveitar cada lição que a vida me deu
E no final vou morrer feliz, porque minha história vai trazer vida para aquele velho museu.