Livro: Cidade do Paraíso
Autores: Vagner de Alencar e Bruna Belazi
Editora: Primavera Editorial
ISBN: 9788561977634
Ano: 2013
Páginas: 171
Compre: AQUI

SINOPSE: Enquanto na grande mídia os protagonistas da periferia são o tráfico e a violência, em “Cidade do Paraíso – Há Vida na Maior Favela de São Paulo” são os moradores anônimos a alma da vida cotidiana, aqueles que tecem suas histórias entre os becos e as vidas. Neste livro, são as pequenas ruelas o cenário comum a donas de casa e microempresários, ao arquiteto de garrafa PET, e ao homem que transforma sucata em arte, à locutora de rádio comunitária e às artistas divididas entre a arte e o telemarketing, além de tantos outros personagens que encontraram em Paraisópolis não apenas um endereço em comum mas, sobretudo, o paraíso de cada uma delas.

Já pensou em um livro em que lhe fizesse parar para repensar sobre o país em que vivemos (Brasil)?
Pois é, em Cidade do Paraíso, paramos e repensamos em nossas ideologias, preconceitos e relações de poder.

Em Cidade do Paraíso, temos uma espécie de documentário contado por Vagner e Bruna (ambos autores da obra), onde eles retratam como é a vida em uma das maiores favelas do Brasil, Paraisópolis, localizada na zona nobre da Cidade de São Paulo. O senso comum associa essa e outras favelas á criminalidade. Mas os autores contam nesta obra, uma forma diferente de ver a vida no local e mostrando-nos que além da criminalidade (que não existe somente em favelas) lá também existe uma população feliz, sorridente e cheia de criatividade.

 A cada página que folheamos, somos apresentados as particularidades dessa comunidade: salões de cabeleireiros com nomes americanos, o Antonico, córrego que divide a favela ao meio trazendo insegurança e riscos de alagamento, o poetiza da favela e até mesmo o Arquiteto de Garrafas PET e o homem que transforma Sucata em Arte.

Ao longo do livro temos diversos personagens marcantes, como Jair, o homem do gás, que nos faz refletir como os migrantes de todo o Brasil em cidades grandes, constituem a mão de obra pesada, e que através destes homens e mulheres as cidades crescem cada dia mais, mas em geral a população local não trata essas pessoas como deviam ser tratadas, e agem com total desprezo e preconceito (seja ele por causa da cultura, modo de falar, cor). É como eu sempre digo, sou brasileiro, mas na boa, a maioria dos brasileiros sempre caçam alguma coisa pra poder criticar os outros. 

Aos habitantes que vivem em vielas não têm acesso aos Correios, dificultando assim a forma de confirmar sua localização na hora de abrir uma conta bancária ou até mesmo um emprego. Como no caso do Anderson de 25 anos, que veio da Bahia tentar a vida em SP, foi preciso que ele procura-se a União de Moradores para que consegui-se um comprovante de residência e comprovar sua localização.
Também nos deparamos com a história de Vanessa e Bruno, os gênios de Paraisópolis, que venceram todas suas diversidades, e com sua inteligência, estão mudando a realidade de onde vivem.

“Quando a chuva avança, Ana Iris vê a força da água arrastar seus poucos móveis e eletrodomésticos comprados a partir da renda como manicure e pedicure. Porém, vê, principalmente, seus sonhos mais ternos serem carregados pela enchente” 

Os motivos pelos quais eu indico-lhe este livro vai muito além do que eu citei acima, e pra descobrir quais são esses motivos recomendo-lhe que o leia e você mesmo(a) saberá do que eu estou falando. Sempre é bom lermos mais livros do gênero e não ficar preso somente na ficção, as vezes precisamos ler coisas que retratam a realidade de uma forma diferente, não como é falada nos jornais, mas sim, falada por quem vive essa realidade.
Sem sombra de dúvidas Cidade do Paraíso, faz com que repensamos não somente sobre o Brasil, mas também da forma como vivemos, nossas desigualdades/igualdades, nossos preconceitos. A Primavera Editorial caprichou no livro, é cheio de imagens/fotos reais da favela, todas em Preto e Branco, as folhas aparentemente parecem ser de papel reciclado, e isso é bom, #PreserveOMeioAmbiente. A diagramação ficou também ficou ótima.
Além de favoritar, super recomendo!

Follow @blogftp