Resenha CRASH | A bailarina e o bad boy, será possível? O Gabriel Lucas - #OGL

O primeiro da trilogia autopublicado por Nicole Williams, se chama “CRASH“, que conta a de Lucy, uma garota dedicada a alcançar todos os seus sonhos através do balé, que é o seu grande amor. No entanto, numa tarde de verão na praia, ela se depara com um garoto que completamente faz o seu tipo. Alto, de ombros largos, olhos acinzentados, um Príncipe Gostoso, ela pensou. Convencida em chamar a atenção dele, ela tenta de todas as maneiras, até que consegue.

Jude. Esse é o nome do bad boy no qual ela se apaixona. Além disso, ela infelizmente é obrigada a mudar de e lá terá de enfrentar um novo modo de viver. Com a ideia claramente exposta de que “os opostos se atraem“, a paixão dos dois florescem intensamente, em meio de espinhos e aconchego.

 

Por outro lado, enquanto Lucy segue a ordem natural das coisas no mundo e é uma linda garota, Jude, o menino problema, enfrenta na realidade um histórico de inúmeras prisões devido a brigas e drogas, e vive numa casa para infratores.

“Jude era uma doença paa qual eu não via cura. A droga da qual eu não queria me livrar nunca.”

No entanto, a protagonista também enfrenta um cotidiano árduo. Perdeu tudo aquilo que considerava importante (desde sua escola e suas roupas de marca, até o mais essencial, a sanidade e a união de sua família) para se estabelecer a simplicidade, vivendo num lar frio e solitário com os pais.

Os dois enfrentam demasiadas dores por conta do passado e até mesmo o presente, deixando a carga do relacionamento um pouco frustrante. Mas o desejo ardente no qual eles sentem entre si, grita bem mais alto. Ligados por perdas e segredos, os dois se enlaçam, mas o destino pode ser incerto e ainda mais revelador.

_

A ideia no qual a autora propôs, foi excelente. Por outro lado, a escrita dela é objetiva, o que fez (particularmente) evaporar todo o encanto e pela a obra. Em momentos de emoções e fortes tensões, eu vagamente senti o que os personagens sentiram. Não consegui me prender ao que ela queria repassar, então, eu tive que engolir vários capítulos e aceitar.

Entretanto, o romance entre dois jovens supostamente envolvido de dramas clichês, foi quebrado quando ela apresenta um cenário mais adulto. O livro em si, requer atenção pois ela não detalha o tempo em que a situação se passa, mesmo que este seja após 6 meses da x situação. O casal não me agradou tanto, mas pude entendê-los de serem como são, e aprender que as vezes, para que possamos sair do abismo é preciso que alguém nos ouça gritar e nos salve.

A obra é completamente previsível, o que me fez questionar por de trás tantos comentários positivos a respeito. Mas, ao me deparar com final do livro, passei a apreciar a timidez da autora, entendendo como a história mudou. E nas sequências seguintes é que serão reveladas ainda mais segredos, tudo no seu devido tempo. Editora Planeta realizou um serviço incrível, quanto a tradução e edição. A capa é a coisa mais linda que eu já vi e mal vejo a hora de poder ver como ficarão as sequências.

Resenha CRASH | A bailarina e o bad boy, será possível? O Gabriel Lucas - #OGL CRASH - Quando a paixão explode
Livro I
Nicole Williams
Romance
Essência
18 de Julho de 2012
252
Resenha CRASH | A bailarina e o bad boy, será possível? O Gabriel Lucas - #OGL

Para a adolescente Lucy, nada é mais importante do que o balé. A dança a transporta para um mundo onde a dor, as lembranças ruins e a violência não existem. Um mundo só dela.

Um dia, porém, aquela moça certinha é obrigada a mudar de escola. E é esse novo ambiente, repleto de descobertas e inseguranças, que conhece um garoto que só usa cinza e vive com uma touca de lã na cabeça. Jude, o maior bad boy da escola da escola, é lindo e seria o sonho de toda garota, e talvez até o genro que todo pai pediu a Deus... se não tivesse sido preso várias vezes e não morasse em um abrigo para jovens desajustados.

Lucy não liga para a opinião dos outros: o mais importante é o que o Jude sente por ela. E o rapaz parece disposto a abrir seu coração, ainda que um segredo que assombra o passado e o presente dos dois esteja prestes a estraçalhar essa paixão.