Sabe aquele livro que você lê e parece que ele foi feito pra você?! Aquele que te surpreende a cada página?! Então, esse livro, pra mim foi “Fake” do autor Felipe Barenco. Minha primeira experiência com literatura LGBT e também com YA (Young Adult) acho que foi uma boa opção para começar a ler os gêneros, pois não me decepcionei com o livro, muito pelo contrário, só tenho bons motivos para recomendar-lhe.

Informações:
ISBN: 9788568148-00-6
Altura: 21 cm
Largura: 14 cm
Profundidade: 1 cm
Acabamento: Brochura
Edição: 1ª (2014)
Idioma: português
Número de páginas: 264
Papel: pólen soft 70g
COMPRE AQUI ([LEIA  UM TRECHO])

*Dados via Site Oficial

Sinopse:
Téo está prestes a completar vinte anos e foi aprovado para o curso de Direito. Não bastasse a euforia em começar a faculdade, ele conhece Davi, um garoto que acabou de chegar ao Rio de Janeiro para ser ator. Os dois se apaixonam, mas como o mundo real costuma ser um pouquinho menos perfeito do que as comédias românticas, quanto mais Téo se aproxima do rapaz, mais descobre que não sabe nada sobre ele.

Além disso, o livro fala sobre a descoberta da sexualidade e retrata os dilemas de seu protagonista para se assumir gay dentro de casa. Como contar aos pais? Será que precisa mesmo? Existe um momento certo para contar? Ou será que todos já sabem? São tantas perguntas! Por que se assumir é tão fácil para todo mundo e tão difícil pro Téo?


“Fake” é o romance de estreia de Felipe Barenco e faz parte da literatura YA – para jovens adultos entre 16 e 24 anos.


Em “Fake”, temos Téo, um jovem carioca no auge de seus 20 anos de idade, recém passado no vestibular para cursar Direito na UERJ, que embora possua seus problemas pessoais, ele o guarda consigo mesmo e sofre sozinho, tem uma boa comunicação com sua família, aquela típica família até então “unida”, seu irmão vive aprontando, sua tia super hilária, sua avó que o mima muito e seus pais que o incentivam e muito na vida do Jovem.

Esses humanos, se dizem tão superiores, mas não passam de um bando de inseguros

Téotem um “Segredo” que acaba por se tornar um problema pois seus pais não sabem disso ainda, Téoé “gay”(homossexual) mas tem medo de contar para os pais sobre isso, sempre que está prestes a tomar alguma decisão ele pensa e repensa pois sempre vê riscos, com isso vem as típicas perguntas que todos nessa situação veem a perguntar a si mesmo: “Será que eles iram me apoiar, ou me rejeitar?”, “Qual será a reação deles?” e perguntas do tipo.

Como se ”gay” fosse um aplicativo que a gente instala e desinstala do celular.”

O livro é dividido em 5 partes e em cada uma delas acontecimentos diferentes que complementam e dão sentido ao enredo.
Em um dia qualquer, Téo, conhece Davi, um garoto do interior de São Paulo que está no Rio de Janeiro fazendo testes para Ator, os dois conversam no parque e depois trocam mensagens, dai em diante surge uma “Paixonite” (um certo romance) entre os dois, mas como nem tudo na vida é perfeito, Téosofre passa por vários problemas durante esse romance, é expulso de casa, não tem onde morar e o primeiro lugar ao qual vai buscar abrigo é na casa do “namorado”, que diz não poder deixá-lo ficar lá pois sua mãe estava lá, sua salvação foi seu melhor amigo, Tiago, que estava começando a ganhar a vida e ficar famoso com sua peça de teatro.

Torço para que um dia a gente se esbarre sem que o meu coração dispare.”

Fake” não se trata de um simples romance(zinho) LGBTclichê, enquanto pensamos que o desfecho de algum capítulo será de um jeito, o autor simplesmente nos surpreende com outra coisa.
Na faculdade Téoconhece Guilherme, um típico cara que está naquela certa faze de descobrimento/curiosidade, basicamente um bissexual que acabou de terminar um relacionamento um pouco problemático com uma menina e que até então guarda seus sentimentos homossexuais para si mesmo.

…Eu tentava disfarçar com medo que você percebesse.”

Davimorre de ciúmes de Téoconversar/andar com o Gui, mas também vive mentindo sobre seu paradeiro e coisas que faz para o namorado, como por exemplo em relação a suas idas a SP.
No decorrer de suas 259 páginas, várias coisas veem acontecendo na vida de Téo, algumas tristes e inesperadas, outras felizes e surpreendentes. Em “Fake” não iremos lidar somente com uma paixão LGBT, saberemos como é a vida de alguém com AIDS, ou não, também pode ser: “Como ser um trouxa apaixonado pela pessoa errada”. Aqui nos deparamos com fatos que podem ocorrer na vida de qualquer um, seja você Gay ou não. Diferente do que você deve estar pensando, esse final não será aquele clichê de um YA (Young Adult) mas sim algo inesperado que você só vai saber quando ler.


*** Resenhas toda semana. Quotes do livro serão publicadas diariamente em nossas redes sociais durante a semana. Confira outras resenhas CLICANDO AQUI. Saiba mais sobre o autor AQUI. Em breve uma atualização em nossocanal no youtube com “Motivos para ler Fake”, onde falo por quais motivos indico esse livro para todo mundo ler (Quando o vídeo for ao ar um link será anexado aqui e um post também será feito para que fiquem atualizados das novidades. Todas as citações destacadas naresenha foram retiradas do livro. Livro cedido em parceria com oAutor.

Follow @blogftp
  • Italo Teixeira

    Oi, tudo bem?
    Recentemente li um livro com essa temática e não tive uma experiência muito boa por isso não sei se leria algo do tipo no momento.

  • Angélica Lima

    Oi, tudo bem?
    O tema abordado é muito interessante, não conhecia o livro e quero ler! A capa é bem bonita.
    Bjs

  • Gustavo Mendes

    Oi!
    Esse é um livro que eu sou completamente louco para ler, pois sei que amarei do começo ao fim. Já tem um tempo que ele está na minha wishlist mas sempre que vou comprar algum livro acabo comprando algum outro.
    Adorei a resenha!

    Abraços
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

  • Eu vejo muito sobre esse livro na internet, eu acho muito interessante o assunto que esse autor aborda e tenho muito interesse em ler.

    http://laoliphant.com.br/

  • Oie, tudo bem? Já tinha ouvido falar do livro, mas não sabia do que se tratava. Fiquei curiosa depois da sua resenha, basicamente, o livro tem tudo pra ser bom.

  • Estou com este livro na minha lista faz um tempinho.
    Gosto de livros assim, que abordam assuntos, digamos, polêmicos.
    Quero ler logo!

    Beijinhos…
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

  • Oie, tudo bem? Ainda não conhecia este livro, mas a história parece ser bem interessante. Realmente alguns assuntos ainda são tabu, ainda mais quando se trata de família. A resenha está muito bem escrita. Beijos, Érika

    http://www.queroseralice.com.br

  • Mayla Henrique

    Oie,

    Já havia lido uma resenha desse livro e ele já havia me chamado muita atenção, eu nunca li nenhum livro com essa temática, não tenho preconceito em ler! Quando eu tiver uma chance de ler o livro, vou correr atrás e lê-lo.

    Bjs
    Mayla

  • Minha nossa, que livro é esse?! rs
    Não conhecia a obra, nem o autor, mas já fiquei super interessada. Adorei a premissa, o tema trabalhado na obra e essa capa que é divina. Espero ter oportunidade de conhecer a história em breve!!

  • Carol Kurras

    Olá!
    Achei muito interessante a premissa do livro. É uma história atual que pode acontecer com qualquer pessoa, e acho que isso é uma das coisas que mais chama a atenção. Bom saber que não é um romancinho clichê. Histórias assim ficam ainda melhores quando somos surpreendidos durante a leitura.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    Carol
    http://www.sobrevicioselivros.com

  • Oie.
    Essa é a segunda resenha que leio desse livro. Ambas foram positivas, mas achei a premissa bem clichê e realmente não é um livro que eu leria, não é meu gênero literário mesmo.
    Mas adorei sua resenha, muito bem estruturada e bem escrita.
    Ótimas escolhas de quotes.
    bjs

  • Oiii, tudo bem?
    Eu tenho bastante curiosidade em ler esse livro, eu acho ele meio diferente dos outros e isso me agrada.
    Beijinhos
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com