Falando em Setembro Amarelo, Por Lugares Incríveis é um que pode passar despercebido pelos olhares de muitos, mas surpreende com sua estória e o tema abordado, se encaixando muito bem no assunto principal desse mês, que é o bullying e o suícidio.

O livro é narrado em primeira pessoa. Tendo a visão de dois personagens diferentes com vidas diferentes. Trazendo Finch e Violet para o cenário principal. Violet é uma garota que não tem mais vontade de viver, depois de um acidente de carro com sua irmã, que por um azar acabou morrendo no acidente. Deixando Violet há quase um ano. Por outro lado, Finch “Aberração” é um jovem intenso, com uma personalidade um tanto quanto diferente e vista como estranha no ambiente escolar. Vive sempre especulando como seria sua morte, e é obcecado por formas de suicídio.

O envolvimento dos dois se dá por estudarem na mesma , e por ironia do destino, ou quem sabe vontade da autora, os dois acabam se encontrando na torre do relógio da escola. Ambos com uma única vontade: acabar com a própria vida. Mas isso não acontece, por mais que Finch adore suicídio e Violet não queira mais viver, o garoto convence Violet a não fazer essa escolha e acaba salvando-a.

No começo, o livro pode ser tedioso e pouco envolvente, pois a autora mostra os pensamentos e emoções do garoto Finch, o que pode ser um tanto quanto confuso na hora da leitura, pelo menos para mim aconteceu assim.

Mas ao longo dos livros, depois dos primeiros capítulos, quando as vidas de Finch e Violet começam a se envolver, e as histórias de ambos são compartilhadas, o leitor consegue facilmente identificar os pensamentos e o que está acontecendo com os personagens.

Por mais que o começo não te anime, o livro todo pode ser muito empolgante e ao mesmo tempo assustador. usa de todo seu conhecimento para criar uma história com fatos verdadeiros que realmente ocorrem no dia-a-dia de muitas pessoas que tem características ansiosas-depressivas. Por isso, não vá esperando que seja só mais um livro Young Adult(Jovem-Adulto), como transparece a capa.

A realmente me surpreendeu, cada fato descrito no texto e seus acontecimentos me deixaram querendo por mais, tanto é que não consegui largar o livro até terminar. A autora me fascinou. Confesso que no início foi um pouco massante para mim, mas logo no segundo capítulo consegui me identificar bem com a mensagem e os personagens. Jennifer Niven pensou em cada mínimo detalhe minuciosamente, fazendo com que você se apaixone pelo livro e pense e imagine: o que será que vem depois?

A autora consegue mesclar bem o tema pesado que o livro trata, se dando a maior parte pelos pensamentos e modo de agir impulsivo e intenso do jovem Finch, mas por outro lado, consegue tornar a leitura divertida e leve, proporcionando alguns sorrisos em meio a feições de surpresa.

Espero que assim como eu, você leitor tenha oportunidade de ler este livro e o ame também, depois da leitura. E se você ama surpresas e coisas imprevisíveis e ama sentir um frio na barriga enquanto lê, eu super recomendo este livro. Tenho certeza que ele irá te surpreender assim como fez comigo.

“Aprendi que existem coisas boas no mundo, se você procurar por elas”

RESENHA: Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven O Gabriel Lucas - #OGL Por Lugares Incríveis
Jennifer Niven

Seguinte
January 7, 2015
400
RESENHA: Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven O Gabriel Lucas - #OGL

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia - visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Leu esse livro? Qual nota você daria para ele?
Votação do leitor 4 Votos